Share |

Sobre: Iniciativas dos Deputados

Dezembro 12, 2014

O Bloco de Esquerda teve conhecimento que na nova escola EB2,3 Fernando Pessoa, em Santa Maria da Feira, falta a água quente nos balneários para que os alunos possam tomar banho após as aulas de educação física. Esta escola foi inaugurada em Setembro deste ano pelo ministro da Educação, mas continuam por resolver uma série de problemas que não permitem que a escola funcione em pleno. O líder parlamentar do BE, Pedro Filipe Soares questionou o Ministério da Educação. Ler aqui

Dezembro 4, 2014

O Bloco de Esquerda recebeu contactos de utentes deste Centro Hospitalar dando conta da falta de lençóis e batas, designadamente na Unidade. Um dos exemplos remete para um utente que foi admitido para internamento nesta unidade ao fim da manhã mas só ao fim do dia houve lençóis para fazer a cama!   É inadmissível que os utentes sejam admitidos para internamento e não lhe sejam disponibilizadas as condições adequadas à sua condição. Não é concebível que uma pessoa seja colocada numa cama sem lençóis, e mais incompreensível ainda é que essa situação se arraste ao longo de um dia inteiro! De igual modo, não se compreende que não haja batas para vestir aos doentes quando vão para o bloco operatório.  Os deputados   João Semedo e Helena Pinto questionaram o Ministério da Saúde. ler aqui as perguntas

Maio 15, 2014

Os trabalhadores da Lunik não são os responsáveis por eventuais dificuldades que a empresa esteja a enfrentar, por isso não é aceitável que tenham de ser eles os sacrificados com a perda dos seus postos de trabalho. Ao longo dos anos, diversos erros de gestão fragilizaram a empresa, apesar dos esforços e da qualidade dos seus trabalhadores. Agora, a empresa pretende dispensar trabalhadores, sem sequer cumprir com as obrigações legais imediatamente. O líder parlamentar do Bloco, Pedro Filipe Soares, questionou hoje mesmo a Ministério da Economia, ler aqui . E o Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, ler aqui

Maio 12, 2014

Ao Bloco de Esquerda foi denunciado que muitas vezes são impostas jornadas de trabalho duríssimas a estes funcionários, com mais de 10 e 12 horas de trabalho num dia, sendo que estas horas extraordinárias vão para o banco de horas. Banco de horas esse de que os funcionários não vão usufruir porque não têm oportunidade de tirar dias de descanso, sendo que muitas dessas horas já caducaram ou caducarão. Nesta situação, os trabalhadores que agora têm que assegurar no funcionamento de três espaços (quando antes tinham que assegurar apenas o de um) são obrigados a longas jornadas de trabalho (fins de semana incluídos) sem pagamento de horas extraordinárias e sem poder, sequer, usufruir das horas que são colocadas no banco de horas.  Face a esta situação o deputado do BE, Pedro Filipe Soares, questionou o Presidente da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT). Ler aqui as perguntas

Maio 6, 2014

O Bloco de Esquerda teve acesso a uma denúncia dos alunos do 9º CET de Design de Calçado do CFPIC (Centro de Formação Profissional da Indústria de Calçado) divulgaram uma carta aberta alertando para a falta de condições com que se deparam. Enquanto formandos de um Curso de Especialização Tecnológica, estes alunos têm direito a subsídio de alimentação, acesso às condições necessárias para a prossecução da sua formação, assim como devem poder ter acesso ao seu dossier técnico-pedagógico, em especial duplicado do contrato de formação firmado com o CFPIC. Acontece que muitas destas condições não se verificam. O líder parlamentar do BE questionou hoje o Ministério. Ler aqui.

Maio 4, 2014

A linha do Vale do Vouga tem sido notícia, nos últimos anos, pelas piores razões. Em 2011 foi anunciada a intenção de encerramento de toda a linha do Vouga, entre Espinho e Águeda. A contestação popular conseguiu debelar essa ideia. Mas, se a linha não foi encerrada, também não foi revitalizada e mantém velhos problemas, cada vez mais agravados. Este troço ferroviário, que faz a ligação de vários concelhos do distrito de Aveiro por um itinerário mais interior que o da linha do Norte, é conhecido por ser o mais lento do país. É pois, urgente a Revitalização da Linha do Vouga entre Espinho e Aveiro. Face a isso, o grupo parlamentar do BE apresentou um projeto de resolução  para a Revitalização da Linha do Vouga entre Espinho e Aveiro. Ler aqui

Abril 20, 2014

O BE vai apresentar um projeto de resolução na Assembleia da Republica Pela Salvaguarda e Reforço dos Cuidados de Saúde no Distrito de Aveiro. Para o BE a política de austeridade tem deixado marcas profundas na qualidade dos cuidados de saúde prestados às populações. O Governo PSD / CDS já cortou 1,6 mil milhões de euros no Serviço Nacional de Saúde e pretende continuar a cortar. As consequências estão à vista nas filas de espera, no atraso nas marcações de consultas e no encerramento de valências e serviços. O distrito de Aveiro não tem passado à margem destes cortes e os seus habitantes sofrem também com esta política de austeridade. Ler aqui

Abril 15, 2014

Segundo o critério definido na Portaria, o Centro Hospitalar do Baixo Vouga e o Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga serão classificados como Grupo I, ou seja, o grupo mais baixo desta classificação. Outro, o Centro Hospitalar de Gaia e Espinho irá perder mais uma valência: a cirurgia cardiotorácica.

O Bloco de Esquerda considera que este é um novo ataque do Governo ao Serviço Nacional de Saúde. Por isso, o Bloco de Esquerda já requereu a presença do Ministro da Saúde no Parlamento e já manifestou a sua firme oposição a esta medida que terá como consequência piorar os serviços de saúde prestados e arranjar negócio para os privados.