Share |

Bloco pretende a instalação imediata de barreiras de proteção na EN327 entre São Jacinto e Torreira

Bloco pretende a instalação imediata de barreiras de proteção na EN327 entre São Jacinto e Torreira

O troço da estrada nacional 327 entre São Jacinto (Aveiro) e a Torreira (Murtosa) tem registado sinistralidade com uma elevada mortalidade. Desde 2015, sete pessoas perderam ali a vida em seis acidentes. Nesta zona a estrada confina com a ria de Aveiro sem qualquer proteção. Bloco quer medidas urgentes de proteção rodoviária que respeitem a envolvente.

A Infraestruturas de Portugal anunciou a ajudicação da empreitada a ser concluída no início de agosto. O Bloco de Esquerda questionou se o governo se está em condições de garantir que a instalação de barreiras de proteção rodoviária está concluída no prazo previsto. Quer ainda conhecer o tipo de barreiras e que as mesmas respeitem a sensibilidade ambiental e paisagística da zona. O Bloco quer ainda conhecer se estão previstas outras medidas que aumentem a segurança do troço em questão.

A estrada é essencial para os habitantes desta zona para as suas deslocações diárias, para as deslocações laborais e ainda para o abastecimento desta zona. É ainda importante para a economia da zona face à sua relevância em termos de atividade turística e balnear. É ainda a via alternativa ao ferry para que a população de São Jacinto possa aceder à sede de concelho.

A elevada mortalidade neste pequeno troço mostra que é urgente a instalação de barreiras de segurança, que apenas pecam por tardias. É essencial que medidas que assegurem a segurança rodoviária sejam aplicadas no imediato. Atendendo à proteção ambiental da ria de Aveiro é ainda importante que tais medidas sejam compatíveis com esse estatuto e com a proteção da paisagem.