Share |

BE denuncia: Picos anti sem-abrigo na agência da Caixa Geral de Depósitos de Vale de Cambra

BE denuncia: Picos anti sem-abrigo na agência da Caixa Geral de Depósitos de Vale de Cambra

A Caixa Geral de Depósitos resolveu colocar, há uns dias atrás, picos anti sem-abrigo na sua agência de Vale de Cambra.

Esta situação é grave e reveladora de um conceito centrado na descriminação social, impensável numa sociedade que se diz moderna e democrática.

Este tipo de práticas já de si são gravíssimas, tornando-se ainda mais gravosas já que se trata de um banco público, que resolve copiar o que os especuladores imobiliários andaram a fazer em Londres.

É do conhecimento público que aquele local sempre foi usado para algumas pessoas se sentarem e só depois de um sem-abrigo começar a sentar-se lá é que colocaram os pinos.

A colocação destes picos anti sem-abrigo é reveladora de um total desprezo e falta de solidariedade com as pessoas mais desprotegidas da nossa sociedade, e que são vítimas de um modelo social falhado e de uma crise provocada, em grande medida pela banca. Esta atitude anti-solidária e violenta, torna-se ainda mais grave (e incompatível com a nossa democracia e os princípios constitucionais) vindo de uma instituição bancária, e portanto de um sector que tem beneficiado de resgates sucessivos por parte dos portugueses (incluindo os mais pobres).

O BE exige a rápida retirada deste instrumento de tortura social das instalações da Caixa Geral de Depósitos de Vale de Cambra.