Share |

Universidade de Aveiro propõe a estudantes que trabalhem fora do país com salários a partir de 50 euros

O jornal online da Universidade divulgou, no dia 17 de maio de 2018, uma série de estágios a realizar na BD Eletronics, na Alemanha, e em várias áreas de formação (administração pública, línguas e culturas, engenharias, comunicação, psicologia e outros), oferecendo-se remunerações de 150€. E sim, muitos destes estágios eram também destinados a já graduados, pelo que não se pode considerar que estamos perante ‘meros’ estágios curriculares. Mas existem muitos outros exemplos, todos eles publicados no jornal online da UA, onde se oferecem 50€ a 100€ para vários estágios fora do país ou 150€ para ofertas de trabalho que não são referenciadas como estágios. Perante tudo isto o Bloco de Esquerda reitera a proposta que já fez anteriormente: deve existir um regulamento que obrigue à aplicação de critérios que tenham em conta o respeito pelos direitos no trabalho, vedando a publicação de anúncios que propõem remunerações abaixo do permitido. Os deputados do BE, Luís Monteiro e Moisés Ferreira já solicitaram a intervenção do governo. ler aqui

AnexoTamanho
mctes_divulgacao_de_estagios_precarios_na_ua_2.pdf623.55 KB