Share |

Empresa de Calçado Evareste com salários em atraso

Empresa de Calçado Evareste com salários em atraso

Chegou ao conhecimento do Bloco de Esquerda que a empresa de calçado Evereste, Lda. sediada Rua Afonso de Albuquerque, n. º47, 3701-909 em São João da Madeira pagou apenas 30% do salário do mês de janeiro aos seus trabalhadores. Esta empresa opera com cerca de 60 trabalhadoras e trabalhadores.

Esta empresa existe desde 1942, estando essencialmente orientada para a exportação de calçado para os mercados de França, Alemanha, Holanda, Bélgica, Luxemburgo, República Checa, Croácia, Holanda, Rússia, Emirados Unidos e Canadá e pelo que se sabe será a primeira vez em muitos anos que fica com salários em atraso.

Esta empresa tem sido uma referência no mercado de exportação de calçado, inclusive faz parte das empresas inseridas na rota de Turismo Industrial, do Concelho de São João da Madeira.

Na segunda-feira, a administração terá informado os trabalhadores que o futuro da empresa era incerto e que o advogado da empresa iria reunir com eles (trabalhadores) na próxima sexta-feira. Esta informação, como é compreensível, deixou os trabalhadores desassossegados em relação ao futuro da empresa e ao seu futuro.

A onda de boatos quanto ao futuro desta empresa tem-se adensado a cada dia que passa, o que deixa inquietos, tanto os trabalhadores, como as suas famílias.

Os trabalhadores face aos salários em atraso e à falta de respostas claras por parte da administração quanto ao futuro da empresa, decidiram enviar um pré-aviso de greve. A greve terá início no dia 27 de fevereiro.

Para o BE, é essencial uma intervenção do governo com caracter de urgência no sector do calçado. Para que de uma vez por todas, se consiga aclarar a névoa da repentina descapitalização de algumas empresas deste sector.  

Os deputados do Bloco de Esquerda; Moisés Ferreira e Nelson Peralta, questionaram o governo  hoje. Ler aqui

AnexoTamanho
evarest.pdf526.39 KB